Indique este Site!

Sabendo-se que a psicoterapia (DORON;PAROT, 2006) é um método de tratamento dos sofrimentos psíquicos por meios essencialmente psicológicos. Esse processo que tem por objetivo  conforme o procedimento empregado, ou fazer desaparecer uma inibição ou um sintoma incômodo para o paciente, ou recompor o conjunto de seu equilíbrio psíquico. Os critérios de cura também variam conforme o procedimento psicoterápico e a teoria que lhe serve de base: melhor adaptação familiar e social, maior liberdade interior e capacidade de ser feliz, conhecimento mais apurado de si, de seus limites e de suas possibilidades. Procura-se, desse modo, ao longo dos atendimentos, desenvolver conhecimento acerca da dinâmica intrapsíquica do paciente, além de propiciar crescimento e autonomia. Estabelecendo uma relação “saudável”, aceitando o indivíduo e valorizando seus pontos positivos, e ao mesmo tempo estabelecendo limites e conscientização de suas áreas de dificuldade, apropriando-se de sua implicação no desenvolvimento deste no sentido de aumentar sua auto-estima, no processo de crescimento pessoal e compreensão de seu mundo interior, como também,  ajudando a resgatar sua subjetividade e individualidade tão fragmentada. 

Referência Bibliográfica:
DORON, R; PAROT, F. Dicionário de Psicologia. São Paulo: Editora Ática,2006. p. 636.


Depoimentos de pessoas que fazem Psicoterapia 

Observação: Algumas pessoas mudaram seus nomes para manter o sigilo.

"Sofri um acidente de carro a 10 anos atrás e aí tudo começou a aparecer. O medo de elevador, medo de atravessar pontes e de cemitério. Ás vezes, me sinto sufocada a noite. Eu achava tudo isso normal, mas agora que vou ao psicólogo tenho melhorado muito, pois já atravesso pontes e viadutos sem medo, estou aprendendo a andar de elevador e estou bem melhor do sufocamento. 
Ás vezes as pessoas não procuram ajuda por preconceito, ,mas eu venci essa barreira e até levei meus filhos adolescentes para tirarem suas dúvidas e se conhecerecem melhor.
Eu vou ao psicólogo para poder encontrar o meu equilíbrio emocional.
Pode apostar, vale a pena tentar!" (Sonia)

"Desde pequena enfrento problemas sérios de saúde e com o passar dos anos eles se agravaram mais. Isso fez com que eu me tornasse uma pessoa muito medrosa, triste e me afastei de todos que tentavam se aproximar. Me entristeci e comecei a achar que minha vida não tinha mais sentido e me isolei. Tinha medo até de sair sozinha, chegando a passar mal.
Após começar fazer terapia, estou percebendo como eu via a minha vida de modo errado. Agora eu tenho coragem de enfrentar as coisas e as pessoas porque consigo ver que elas não vão me fazer mal, era eu que o fazia para mim mesma.
Me sinto mais forte, apesar das dificuldades. Hoje sei lidar com elas sem enfraquecer. Sei respeitar a mim mesma, me amar e me aceitar acima de tudo.
A terapia está mesmo mudando meu modo de vida. Me faz ser o que eu sempre quis e nunca fui!" (Mony)

"Com a ajuda da psicoterapia pude perceber que sou mais forte do que pensava. Sei que posso superar obstáculos, frustrações, resolver conflitos e que minhas relações com outras pessoas podem ser melhoradas. Tive minha auto-estima de volta!Foi um caminho para o autoconhecimento!
Hoje, vejo que os problemas não são tão grandes como parecem. Me sinto mais segura, confiante e feliz. Tornei-me consciente do meu poder pessoal e tudo isso tem me auxiliado na vida pessoal e profissional. (Ana Maria)
"Tive muitas idas e vindas de hospitais procurando explicações para os meus sintomas: sudorese, aperto no peito, taquicardia, desespero, zumbido no ouvido, medo de ficar sozinho, formigamento nos braços, tonturas, tremores, vertigens, enjôo, falta de ar, sentimentos de perder o controle e medo de morrer. Realizei vários exames clínicos, que sempre deram resultados normais, não me levando a nenhum diagnóstico preciso. Notícia essa que ao invés de me confortar, me deixava mais ansioso por não descobrir o que eu tinha. Foi quando um médico me perguntou se eu tinha conhecimento a respeito da Síndrome de Pânico. De início não acreditei que poderia ser esse o meu caso, pois continuava achando que seria algo físico e não emocional. Porém depois de várias outras tantas tentativas de diagnósticos frustrados, resolvi procurar ajuda de um psicólogo.
Na primeira tentativa não deu muito certo e continuei sofrendo com minhas incertezas, pois achei que de primeira já começaria a ter resultado. Mas não desisti de procurar ajuda e fui em outro profissional da área. Desta vez, tive melhor aceitação do processo terapêutico e comecei a ter resultados positivos. Um importante fator a ser comentado, foi a aceitação de que realmente era algo psicológico. 
Com a psicoterapia e acompanhamento psiquiátrico, fui melhorando progressivamente até a total extinção dos sintomas. Depois de passado o período das crises, literalmente consegui me enxergar novamente, pois a ansiedade era tão grande que mal conseguia me ver e fazer coisas rotineiras.
Hoje estou livre de todos aqueles sintomas desagradáveis e posso, enfim, afirmar que levo uma vida normal.
Portanto, sugiro a todos que possuem dúvidas com relação a psicoterapia que procurem ajuda, pois realmente funciona. (Claudio)
" Em 10 anos de relacionamento, nunca estivemos tão bem como agora!"
(Júlia e Danilo)


*** CONTE SUA EXPERIÊNCIA TAMBÉM!***

***SE VOCÊ FAZ OU FEZ PSICOTERAPIA E ESSE PROCESSO CONTRIBUI OU CONTRIBUIU PARA O SEU AUTOCONHECIMENTO E ELABORAÇÃO DE CONFLITOS INTERNOS, MANDE PARA contato@patriciaoguma.com. E COLOCAREMOS AQUI COMO EXEMPLO DE SUPERAÇÃO PESSOAL. AJUDANDO MUITAS PESSOAS A PERCEBEREM QUE PODEM SER OUVIDAS E QUE NÃO ESTÃO SOZINHAS.***(IDENTIDADES SERÃO PRESERVADAS)

O que você quer encontrar no site?
Clique nos links abaixo:

Principal
Dúvidas
Serviços
Depoimentos
Agende pela internet
Consultório
Orientação On-Line
Cursos On-Line
Parcerias
Blog
Projeto Simples Assim Crianças
Projeto Simples Assim Adolescentes
Downloads
Livros e Filmes
Vídeos Educativos
Livro de Visitas
Responsabilidade Social
Artigos Publicados
Quem sou
Contato